image

Comunicado Da Presidência

4/3/2018

Comunicado da Presidência.

 

 

        Em razão dos pedidos para a liberação do acesso a e-mails pessoais, o Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo presta os seguintes esclarecimentos:


        Os e-mails pessoais são as maiores fontes de infecção de computadores por “vírus”, em razão dos milhões de spams encaminhados diariamente com arquivos e links maliciosos.


        A ferramenta de e-mail institucional do TJSP bloqueia cerca de 900 mil mensagens diariamente e o usuário sequer as recebe, proteção que não existe nos e-mails pessoais.

        Em redes públicas, como a do TJSP, a infecção de uma única máquina expõe toda a rede à contaminação geral e, por isso, após o evento ocorrido em maio de 2017, decidiu-se bloquear o acesso aos e-mails pessoais.


        Por essas razões, em reunião do Comitê Gestor de Segurança da Informação, ocorrida em 8/03/18, deliberou-se, como regra geral, a manutenção da restrição de acesso aos e-mails particulares.


        O “isolamento” da rede às infecções de cada uma das máquinas nela logadas, o que permitiria liberar o acesso a e-mails pessoais sem riscos extremos de segurança, depende da compra e utilização de uma ferramenta chamada “proteção de endpoint”.


        Cinco mil licenças a serem utilizadas nas máquinas de Desembargadores, Juízes e nos servidores de rede foram orçadas em 8 milhões de reais por triênio, valor inviável de ser despendido por este Tribunal em momento de restrição orçamentária.


        Como medida alternativa, sugere-se a utilização pelos Desembargadores e Juízes de seus notebooks pessoais com o modem de internet da Claro, fornecido pelo Tribunal.

 

        Anota-se que a Presidência desta Corte de Justiça (Processo nº 2017/247.547) decidiu, com base no art. 181, XV – A, da LCE nº 734/93, e na Resolução o CNJ n° 133, que inexiste óbice, em face Provimento do CNJ nº 64, à continuidade do reembolso de hardwares, livros e softwares.


        Para tanto, a equipe da STI estará à disposição de todos para efetuar a instalação e a configuração dos notebooks para acesso à internet. A solicitação deverá ser feita por meio do endereço de-mail: suporteinternet@tjsp.jus.br.

 

        Alerta-se, ainda, que utilizar os modens diretamente nos computadores do Tribunal não é seguro porque, se estes forem infectados, ao voltar ao uso da rede interna (cabo de rede), a infecção contaminaria todo o sistema. O mesmo alerta vale para o uso de redes individuais (Vivo Fibra, Net Virtua...) na mesma máquina em que depois se utilizará para acesso à rede do TJSP.

 

Presidência do Tribunal de Justiça

Categorias: